Walter e não Walt


O circo é, pelo menos para alguns, o maior espectáculo do mundo. Mas como não poderia deixar de ser, os portugueses até neste espectáculo deixam a sua marca, introduzindo novas tendências e “criando moda” à sua maneira.
E um bom exemplo disto é Walter Dias e o seu circo itinerante (como aliás se pode constatar na imagem aqui mais ao lado, junto ao Fórum Coimbra).
Diga-se que Walt Disney devia ter tido vergonha das décadas que andou a fazer copy-paste desta mega marca que o Sr. Walter Dias criou com tanta originalidade, devoção e empenho.
Andam os portugueses a criar logótipos e grafismos de qualidade sustentados em anos e anos de investigação e dedicação, reconhecidos e elogiados mundialmente , para vir um “palhação” qualquer (salvo seja) dos "States" e roubar indecentemente tudo o que o Sr. Walter andou a criar anos a fio graças à sua genialidade. Não há direito.
Reparem na qualidade daquele design gráfico, a perfeição que caracteriza a imagem gravada naquele TIR de 18 rodados, o que será aquilo? Que raio de figura é aquela? Será o Melão dos "Excesso"? será um palhaço? será um ET? Será o próprio Sr. Walter depois de acordar com uma conjuntivite?

Anda um homem a montar um espectáculo e a ganhar credibilidade à custa do seu sangue suor e lágrimas, e no outro lado do Atlântico um senhor qualquer que ninguém conhece, e só porque tem um nome parecido, aproveita-se da criatividade do nosso Walter.
E mais, o Sr. Disney deve-se ter farto de ganhar bom dinheiro à custa do Sr. Dias. Maldito! Bandido!

Procurei saber mais:

“Este circo surgiu em 1984 por Walter Dias, depois deste ter integrado companhias internacionais como palhaço (família Oporto), trapezista, equilibrista e mais tarde, domador de feras. Seguiu as pisadas da mãe Raquel Dias (exímia equilibrista e ginasta em quadrante). O pai, Júlio Silva (musico e actor) conheceu a mãe quando participava da orquestra de um circo: foi amor à primeira vista!”

Bem, vou-me abster de comentar o texto, acho que fala por si…

Fica a ideia de que Walter nasceu do amor, o que me parece bem, e o que ajuda a explicar todo o sucesso que teve e continua a ter em muitas rotundas junto a alguns centros comerciais do país, fazendo fervilhar de inveja algumas mentes menos geniais e por isso incapazes de produzir matéria artística genuína e de qualidade, limitando-se a copiá-la, para mal dos pecados de mentes brilhantes como a do Sr. Dias, e para proveito próprio desta cambada de pobres de espirito.

Mesmo detestando este espectáculo que considero primitivo, e de não achar piada particularmente ao facto de estar parado num semáforo e ter um lama a comer relva mesmo ao meu lado, ou ainda de ver um camelo e uma zebra a passearem e fazerem o seu cocó felizes numa rotunda em plena hora de ponta citadina, ou ainda de estar a tomar um café descansado e ter um palhaço ao meu lado a chatear-me a cabeça o tempo todo com aqueles balões ridiculos que se transformam em espada ou em coração e fazem aquele barulho irritante que nos arrepia, tenho de o dizer:

OBRIGADO WALTER!

1 comentários:

Anónimo disse...

mentioned plenty of people repayment his or her's financial products promptly along with without penalties
A leading credit card debt nonprofit charities is attempting the numerous individuals investing in these products for the purpose of assist throughout payday loan obligations to increase this. debt nonprofit affirms available purchase this payday, substantial interest financial products this current year. The actual nonprofit suggests a couple of years in the past the amount of prospects with them ended up being minor.
przekonaj się o tym
pożyczka prywatna bez bik
kredyty bez bik
kredyty bez zaświadczeń o dochodach
trudne kredyty pomoc

http://szybkapozyczka24.info.pl
http://szybkapozyczka24.info.pl
http://pozyczki-prwatne.org.pl